Praia do Forte III

19/06/2010 17:52

 

A quem interessa as obras que estão sendo feitas na Praia do Forte em Cabo Frio para conter a ação do mar?

 

Estamos assistindo com espanto a Prefeitura de Cabo Frio tentando sepultar a Praia do Forte. Não há como negar que a ocupação indevida do nosso litoral nos conduziu ao cenário atual. O movimento natural das dunas foi gradativamente sendo interrompido em nome da industria do “turismo cabofriense”, que nunca existiu de fato, e pela ganância dos homens, representada pela mudança de perfil e da geometria do ambiente costeiro. Esse ambiente e suas características, piso com pouca declividade e fina granulometria da sua areia, sempre foi considerado frágil à erosão e com risco à ocupação, tanto é que Cabo Frio foi escolhida como sede do Projeto Orla, criado pelo Governo Federal em 2003, que tinha como propósito a definição de políticas públicas para ordenamento do litoral, exatamente o que não houve. Pior, em Cabo Frio, assim como outros órgãos consultivos e de assessoramento do Poder Executivo, como os Conselhos Municipais, o Projeto Orla foi enterrado em nome de interesses pessoais e de grupos econômicos.

Nós não vamos ficar na confortável posição de apontar erros, ao contrário, queremos ajudar na solução destes problemas. Vejamos o que uma simples pesquisa na internet nos mostra.

 

OCUPAÇÃO INDEVIDA É PROBLEMA


Segundo o arquiteto e professor do curso de Arquitetura da Universidade Federal do Ceará (UFC), José Sales, a construção do “bag wall” não garante a solução de problema da praia do Icaraí. "O grande problema do litoral cearense é a ocupação indevida e exagerada da costa. Cria-se uma situação artificial que impede o sedimento (areia) de se recompor".
O problema tem duas origens, de acordo com Sales. "Há falta de reposição da areia por conta de obras e ocupação indevida do litoral”, afirma. ``Não se resolveu nenhum dos dois e se pressupõe que simplesmente uma parede de concreto vai resolver. Mas a ocupação indevida continua e a reposição de sedimento vai continuar, porque existem obras em Fortaleza que impedem que areia seja transportada para lá e em Caucaia, que impedem que areia das dunas chegue lá".

"A solução seria acabar com as ocupações indevidas na orla. Isso (avanço do mar) é uma reação natural", diz José Sales. Para ele, o modelo “bag wall” não melhora problema. "É preciso criar soluções particulares. Lá nos Estados Unidos não existe ocupação da faixa de praia. E o tamanho do problema de Maceió não é o de Caucaia. Lá há destruição parcial, aqui a destruição está pegando quase todo o litoral".


Fonte: Jornal O POVO -

 http://tvdacaucaia.blogspot.com/2010/05/obra-de-contencao-do-avanco-do-mar-deve.html .

 

 

O texto acima serve bem de exemplo para o que está ocorrendo em nosso litoral. É preciso ter coragem para cortar a própria carne neste momento e pensar sim em recuperar o caminho natural das dunas em cabo frio. Outra solução seria a engorda da praia, na página http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-261X2000000300009 encontramos um bom estudo sobre o assunto.

 

Fazer a simples colocação de pedregulhos para diminuir a reação natural do mar não nos parece a melhor atitude...

 

A natureza pune. Ela não faz concessões e nem se corrompe, ela

é naturalmente ética.

 

PARTIDO VERDE DE CABO FRIO

Voltar

Praia do Forte III

Nenhum comentário foi encontrado.